Grupo Atração Indesejada WhatsApp

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Para deixar o homossexualismo

Para deixar o homossexualismo será preciso, como ocorre também com os drogados, abandonar as velhas amizades, deixar os ambientes que favorecem a sua prática do seu vício. As más companhias neste caso são piores que veneno; você terá de deixar os "velhos amigos". Corte-os de sua vida imediatamente.

A luta contra as impurezas é da maior importância, não só para cada um de nós, mas principalmente porque cada batizado é “membro de Cristo” (1Cor 12,27).

É preciso estar ciente de que, quando nos sujamos, sujamos também o Corpo de Cristo; aí está toda a gravidade da luxúria. Cada um de nós é parte do Corpo de Cristo.

Lembre-se de algumas coisas:

1. Perdoe a todas as pessoas que você acha que foram culpadas pela sua situação atual. Deus não perdoa a quem não perdoa os outros. Não adianta nada você ficar culpando os seus pais ou seus familiares. Isso não vai ajudá-lo em nada, ao contrário, só atrapalhará. Sabemos que sem perdão, não há cura.

2. Acredite que você pode mudar. Acredite que pode deixar de ser homossexual; acredite que você pode ser curado por Deus.

3. Nos momentos de tentação, de solidão e de depressão, não beba; a bebida enfraquecerá a sua vontade e a sua lucidez, e fatalmente isso o levaria a cair. Muitos homossexuais se tornam alcoólatras. Nesta hora será preciso beber de Deus e não do álcool.

4. Renuncie diante de Jesus, ao pecado do homossexualismo, e peça sem cessar e sem desanimar a sua cura.

5. Não volte seu pensamento aos fatos e coisas que você viveu no passado; entregue sua mente e seus pensamentos a Deus; e alimente-os na oração e na meditação da palavra de Deus. Vença a tentação repetindo em voz baixa um versículo da Bíblia:
“O Senhor é meu pastor, nada me faltará!”
“Tudo posso em Jesus Cristo que me dá forças!”

6. Viva um dia de cada vez. Jesus disse que a cada dia basta o seu mal. Isso é, você precisa aprender a viver um dia de cada vez; uma luta a cada dia. O pecado, qualquer que seja ele, só poderá ser vencido se a gente lutar todos os dias contra ele, com força e fé renovadas a cada dia. Não haverá uma vitória definitiva, de modo que você não precise mais lutar. Não. A luta contra o pecado será necessária sempre; se você deixar de lutar, ele o vence.

7. Não se preocupe com o amanhã; quem reza, não pode ter medo do futuro; o mesmo Deus que o guarda, hoje, o protegerá amanhã. Portanto, viva o seu “hoje” na graça de Deus.

Na luta contra o pecado, Deus vê todos os nossos esforços, até os menores; e não nos abandona.
“Clamou este aflito e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações” (Salmo 33,6)

Trecho do livro: Jovem, levanta-te!

Nenhum comentário: