quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Falando sobre aqueles que nunca se envolveram com o homossexualismo

Sobre aqueles que nunca 'agiram fisicamente'.  Entre as pessoas com distúrbios em sua identidade sexual existe um grupo muito interessante, os que nele se encaixam podem sentir-se duplamente discriminadas, por vezes mais do que na realidade são. A discriminação vem das seguintes formas: 
§ De dentro para fora: 'Nenhuma pessoa do meu sexo me quer', 'sou tímido, feio(a), sem graça demais para conquistar alguém', 'não sou digno(a) de uma pessoa do outro sexo', 'não posso ter alguém do sexo oposto', 'sou um hipócrita abominável diante de Deus' e por aí vai... 
§ De fora para dentro são títulos ou rótulos: 'enrustido', covarde, tímido, etc. Podem ser pessoas fechadas ou extremamente circunspectas, isto é, que colocam limites muito claros à aproximação alheia, mesmo que pareçam comunicativas e sociáveis. 

O conflito dentro destes é terrível: não aceitam compartilhar seu problema com outras pessoas ou sentem-se diferentes (para melhor ou para pior) daqueles que já deram vazão a seus desejos homo-eróticos fisicamente (com em grupos de terapia, nos quais podem criar formas de não se encaixarem). O sentimento de inferioridade chega ao âmbito do 'currículo': o que contar após a recuperação? 'Que testemunho sem graça...', 'ex-quase-gay ?' Fica aqui registrada a crítica a boa parte do povo evangélico, que aprendeu que testemunho 'bom' é aquele cheio de sexo, drogas e rock'nroll (alguns crimes também aumentam o 'ibope'). Este grupo foi motivo de trabalho em uma oficina na XX Conferência de Exodus Internacional, no EUA. O público era o mais aclético possível: desde conselheiros aos pessoalmente interessados e até mesmo um texano que desculpou sua presença dizendo 'é por causa de um amigo meu' e fez entender que ele já havia aprontado de verdade.

Falando mais sério agora, é importante colocar na balança alguns pensamentos comuns: 
01) Eu não pequei porque não fiz nada... 
02) É melhor fazer para poder ter certeza do que sinto. 
03) É mais fácil quem nunca fez se recuperar. 

O conceito de fazer é muito mais elástico do que se pensa. Segundo o Novo Testamento o pecado começa na concepção mental do ato. Não quer dizer que o simples fato de sentir atrações ou desejos homoeróticos seja pecado, mas a coisa muda de figura quando o indivíduo começa a cultivar fantasias eróticas inconvenientes, deixando que elas dominem a mente. Aí é pecado mesmo, com ou sem masturbação, que costuma ser o grande fardo de muita gente (e é apenas um sintoma das distorções). Calma, não estou defendendo então que masturbar-se pensando na porta da geladeira está politicamente correto. Isto é assunto para outro dia. 

Deus não nos condena pela pecaminosidade (inclinação ao pecado) que existe dentro de cada um de nós -gays, ex-gays, bissexuais, transsexuais, travestis, transgêneros ou héteros-  mas não aceita a prática do pecado, seja ele no plano mental ou físico. Diante do falado acima, a proposta 2) também fica completamente rejeitada. Certeza do tipo de atração que sente todos provavelmente têm, seja ela pelo sexo oposto, pelo mesmo sexo, pelos dois ou por nenhum (incluindo outros seres vivos ou objetos). 

Fazer só vai complicar mais as coisas, pois pode causar mais dúvidas e até gerar repetição e compulsão ('não foi bom porque não fiz direito, vou tentar de novo'). A discussão do pensamento 3) passa por aí. A ideia pode ser considera meio certa enquanto pensamos que não existem compulsões promíscuas a serem vencidas, não existem relacionamentos a serem rompidos nem o risco de doenças. Mas quem disse que o resto é fácil? Aliás, os 'quase' podem ter mais dificuldade de trabalhar suas questões, pois elas ficam enterradas em valas profundas e de difícil localização. 

Todas as pessoas em processo de recuperação passam pela fase em que os desejos ainda existem mas as ações já estão sob controle. É, para do caminho para Canaã, é aquele momento em que o peregrino ainda se lembra do cheiro das panelas de carne do Egito mas não come mais delas. 

É o momento de começar a colher e comer do maná de Deus, que vem em forma de afetividade saudável, e relacionamentos abertos, positivos. Ainda há deserto para atravessar, mas não cultivar as lembranças das rejeições de antes mesmo as imaginárias) pode fazer o maná cada dia mais saboroso e farto. Ocupar a mente com bons pensamentos -ideia bíblica, é a melhor forma de manter os maus pensamento afastados. Isto é algo a ser aprendido e praticado com perseverança por todo e qualquer cristão. 

(Affonso H. Zuim / 1996 - Viçosa / MG)  Fonte

29 comentários:

Anônimo disse...

A verdade é que muito difícil. Se pensamos e não consumamos, mesmo assim pensamos e se não houver cura completa implicará em todo e qualquer relacionamento com o sexo oposto, pois vem a sensação de traição e de não entrega por completo. O melhor mesmo seria se só existisse o convencional. Acho injusto este fardo, pois na minha opinião é o pior de todos e coloca quem o carrega em situação bem mais difícil que as demais. Não discuto aqui quem o colocou, mas a existência dele. De qualquer forma somos vítimas de algo que não escolhemos.

Anônimo disse...

O texto ficou muito vago e perigoso ! Tenho alguns pontos de vista ainda que limitados também mas gostaria de o compartilhar a todos como:

* Para pecarmos não precisamos praticar logicamente o ato do "PECADO PELO E ATRAVÉS DO CORPO", mas não podemos nos desesperar pelos pensamentos incontroláveis inicialmente ou nos afligirimos, nos traumatizarmos e nos sentirmos miseravelmente indígnos do perdão e nem muito menos que não devemos ou não podemos nos esforçar ao ponto de mudá-los restaurando e "recalterizando" as nossas mentes em pensamentos e muito menos imaginar que é impossível sobrenaturalmente pelo poder do Espírito Santo serem mudados. Existe uma diferença em pecar e gostar de continuar pecando do si arrepender e buscar ajuda, confessar e sermos honestos conosco mesmo e com nosso criador, lembrem-se que Deus se apraz de pessoas sinceras, humildes, honestas, etc e desaprovando as corvardes, hipócritas, mentirosas, etc;

Anônimo disse...

* Fazer para se ter certeza dos sentimentos e desejos é ilusão e um enorme risco, inicialmente porque se tem desejo é porque há grandes indícios que se esta homo ou bissexual mesmo que apenas por sentimentos ou desejos; em segundo lugar, uma vez consumado surgi a enorme possibilidade da manutenção da prática por sentir prazer ainda que por meio da culpabilidade, afago, carícias, amor contraditório e doentio e fatalmente será provavelmente introduzido a um mundo tenebroso em que poderá não ter retorno em tempo hábil piorando o estado imensuravelmente, conhecerá pessoas de má índole, será enganada, frustrada e consequemente terá muito mais decepcões futuras;

Anônimo disse...

* Certamente a recuperação de um não praticamente ou envolvido com outros homens será maior e mais fácil em termos espirituais por não ter trocado maldições pelo ato sexual através dos corpos, mas também não terá experiências traumatizantes para contar e talvés pós recuperado e liberto não sentiria a princípio tanto desejo e amor gerado pelos sentimentos de alívio da liberdade ao ponto de sentirem extímulos maiores como os ex praticantes ao contribuírem e ajudarem os demais, amigos, parentes, colegas e irmãos uma vez que não teve experiências e não souberam de fato como procederam, o que, como, onde, quando e porque chegaram, fizeram e como conseguirem serem superados. Contudo, não é justo que se sofra e colha as consequências dos próprios pecados e certamente não existe respaldo bíblico para isso a fim de que possa arriscar para depois começar a ajudar; senão não teríamos pastores, missionários, etc que mesmo por não terem praticado não venham ajudando milhares de pessoas em vota da Terra há milhares de anos, não teriam sido usado poderosamente por Deus em curas, etc. Na dúvida é melhor não se arriscar pois o arrependimento virá certamente mais cedo ou mais tarde, sofrendo mais ou menos que os outros.

Anônimo disse...

Portanto, penso ser uma mera bobagem esta preocupação toda, mas sim um desejo latente impregnado e reprimido na alma do(a)s adolescentes ou jovens aos quais querem ou buscam alguma justificativa ou respaldo emocional, político, sentimental e espiritual para cometerem os delitos, crimes, condenações espirituais e sofrerem muito posteriormente. A curiosidade sempre será maléfica quando não oriunda de pensamentos puros, positivos e santos.

Não arrisquem por justificativas não plausíveis para não se arrependerem muito posteriormente.

Para o comentarista anônimo do dia 21 de outubro gostaria de comunicar que o fardo da sua cruz será continuado ou aumentado se não buscar se conduzir corretamente e entenda que somos vítimas até o momento em que nos sentimos vítimas, não somos bem orientados, não somos honestos conosco mesmos, não confessamos, não nos dedicamos a conhecer um pouco do nosso Deus exatamente como nos orienta as escrituras, não temos paciência suficiente nem a pedimos, não somos honestos, não fazemos a nossa parte corretamente para sermos dígnos das misericórdias de um Deus supremo, sobrenatural, amoroso, afável, caridoso, carinhoso, respeitoso, grato, agraciado, justo e reto soberanamente que lhe conhece nos mínimos detalhes e saber também quais são as intenções dos seu coração e o que você quer, aumeja, pensa, conhece, sabe no mínimos detalhes como também se justifica.

Anônimo disse...

Deixo aqui um conselho : os que nunca praticaram e estão imaginando os pontos acima refletidos gostaria de comunicar que deixem que o Senhor Deus os ajude a superá-los custando o que lhes custar, passando o que deverá passar se esforçando, se corrigindo, renunciando, vigiando, lutanto como verdadeiros guerreiros e vencendo todas as batalhas ou até perdendo algumas para se conseguir ganhar esta guerra ao final.

Anônimo disse...

Tenho apenas 14 anos e nunca tive relações sexuais com outro garoto mas sinto atração por eles. Ja fui fiel a Deus hoje estou afastado dos caminhos dele. Conselho nunca abandone Deus.

Anônimo disse...

Prezado amigo, recomendo-lhe pequenas experiências como tentar aproximar mais do seu pai inventando algum assunto que você sabe que ele gosta e vai puxando a conversa e fazendo este exercício com certa frequência ou sempre que surgir uma boa oportunidade, isto é somente para você treinar/reaprender/ouvir os mais velhos/exercitar/amá-lo e falar com ele. Acredito que, mesmo um pouco difícil, é um dos primeiros passos. Lembre-se sempre que é um momento espetacular na sua idade de você se alertar e dizer pra você mesmo: - ôpa, não é isso que quero, pois não é natural? Outro parabéns pra você, porque você tomou uma decisão. E decisão é o segredinho de tudo. Atitude e decisão nesta idade é o sucesso da vida. Chave de ouro: continue com Deus. Abraços de um pai.

Anônimo disse...

É complicado, principalmente quando você já colocou em prática algumas vezes - como é o meu caso. Eu tenho verdadeira Fé e ligação com Deus, porém eu nunca conseguia saber se isso realmente era uma coisa errada, porém depois que eu sai com um garoto coisas estranhas aconteceram, as quais eu atribui o nome de sinais. Como por exemplo: Nunca os homens tinham interesses por mim, porém depois que eu beijei um menino, TODOS os homens os quais eu me aproximo tentam algo comigo. Toda vez que eu beijo meninos, nada acontece, mas quando começo uma relação sexual eu passo muito mal e chego a vomitar - mesmo gostando do que estou fazendo. Já pedi muitas vezes para Deus tirar isso de mim, porém eu gosto disso, eu sinto muita atração por meninos, e é triste é incontrolável. Apesar de gostar de meninas também e de ter relações com meninas, não é uma coisa que eu consiga me desapegar. Se existe alguma solução, algum remédio, e alguma cura pra isso, me diga qual que eu faço na hora. Mas o que as pessoas tem que entender que isso na vida não é opcional, não é fácil, não é como escolher um sapato, é algo mais complexo. Não acredito em '' sou assim desde que eu nasci'' mas acredito em ''sou assim, quero sair, mas não consigo.'' Porque quem conhece sabe que não é fácil, e sei também que Deus sabe o quanto quero sair disso, então se for algo que ele desaprove que ele me envie um recado através de vocês. Grato

Anônimo disse...

Parece que esta é uma cruz que alguns de nós devemos levar, como pessoas que se acidentam e perdem uma parte do corpo, que tem que se acostumar com aquilo e ser feliz com Deus! Assim devemos ser! É difícil mesmo, eu por exemplo não tenho ninguém pra conversar sobre isso, pra todos eu sou normal , mas dentro de mim estou morrendo de tristeza e de amargura! As vezes me vem a mente que nada mais importa que pra mim eu seria uma espiríto, mas não sou um dia vou ser com certeza, o triste é que o mundo nos pede algo que não podemos dar! E isso nos mata na unha, alguns até jogam na nossa cara e nem nos entendem nao sabem nem oque se passa no nosso coração! eu sofro muito todas as noites e sei dormir chorando e acordar com o maior sorriso só Deus me conhece e sabe o que tem dentro de mim! As vezes não viajamos como agora que eu fucei tanto no computador e acabei entrando em algo imoral, Graças a Deus sai e estou aqui! fazendo o tempo passar e essa "Grande tristeza" sumir e estaremos juntos na Glória Adorando a quem nós ama para sempre!

Anônimo disse...

realmente é complicado d+...tenho lutado contra isso, mas ainda tenho caído na pornografia e masturbação...ontem msm, depos de muito tempo, vi pornografia e me masturbei 3x a noite...hj, pela manha, vi de novo...parece que a cada dia estou morrendo..estou na igreja, entreguei minha vida a Cristo, mas isso atrapalha minha comunhao com ele...as vezes tento entender e confesso que chego a me revoltar um pouco...nao queria passar por isso...queria ser normal...já perdi muito tempo da minha vida com isso...nao tenho vontade de estudar, minha vida profissional nao prospera, estou com uma doença física/espiritual por conta da masturbaçao, alem de outros problemas... da uma sensaçao que vivo uma mentira, que uso uma mascara para agradar as pessoas...nao tenho o menor desejo sexual por mulheres... ja cheguei a ficar com algumas para dar uma satisfaçao a sociedade, porem tinha nojo...ja me relacionei com homens, embora nao tenha tido relaçao de verdade...ainda sou virgem...tenho 27 anos e convivo com isso desde de muito cedo...gostaria que vcs que escreveram acima, anotassem meu msn para trocarmos experiencias...e-mail: vencendoremcristo@hotmail.com...pode escrever assim msm, pois na hr de fazer este e-mail, escrevi vencedor de forma errada...que a graça de Deus esteja com todos nós!

Anônimo disse...

é incrivel como vendo esses blogs você percebe que não é o unico "injustiçado"... Minha historia é quase igual a de todos os jovens daqui, 15 anos, de igreja, mas mesmo assim, sempre tem este problema atrapalhando minha comunhão... E - como ja disseram-, é terrivel viver nesta sociedade, na qual nem em seus amigos você pode contar... Muitas vezes ja desejei acabar com isso tudo, muitas vezes tenho o desejo de sumir de minha cidade e viver essa vida, é muito ruim... O pior é que nós sempre passamos por isso sozinhos... Nossos amigos que talvez pensem que somos assim, nos dizem que devemos ser feliz assim, mas não tem como.um desejo que sempre pedi para Deus é que Ele me enviasse um amigo, para poder contar, confiar, eh muito triste estar sozinho nisto, sorrindo todos os dias para pessoas que nem imaginam o que se passa dentro de mim. Se quiser conversar, troco e-mails por este oitentaetres@live.com (não uso como msn, apenas e-mail mesmo) Adeus. Que Deus esteja conosco.

Anônimo disse...

Eu também gostaria de poder conversar com alguém, poder compartilhar um pouco da vida e, acima de tudo, crescer na fé afim de obter a vitória que Deus já nos deu. Podem adicionar para conversar pelo MSN ou email, buscandomaisdecristo@hotmail.com

Izabelle Cristine disse...

Amigo.. o conselho que te dou é: busque a Deus e tbm a um tratamento, assim como estou fazendo. Deus é libertador e unipotente, então nada é difícil, muito menos impossível para ele. Vc precisa descobrir em vc oq te causou/causa esse desejo incessante. Sei bem como é que é essa coisa de sou assim, quero sair, mas não consigo. Temos primeiramente depender de Deus, pois nós não conseguiremos sozinhos.
Se quizer trocar uma ideia mande-me e-mail izabelle.esteves@yahoo/hotmail.com
ou me add no face: https://www.facebook.com/izabelle.cristine.18?ref=tn_tnmn

Abraço

Anônimo disse...

Hoje eu acordei tão triste e cabisbaixo com pensamentos de namorar um homem e formar uma família ! Mas depois vem o espírito santo me dizendo que não é isso que ele quer pra minha vida . Um dia desses eu estava muito depressivo , e perguntei a Deus o porquê de eu ter tendências homossexuais , daí tive um "insight" : "Será que você me adoraria da mesma forma , se você não houvesse esse problema , filhinho ?" Daí me desmanchei em pranto , e percebi que não ! Eu não adoraria a Deus da mesma forma que adoro por ter esse problema ! E tirei a conclusão que assim como o apóstolo Paulo tinha um espinho na carne , da mesma forma somos nós , homens de Deus que lutam contra esse pecado que tenta nos afligir , o melhor de tudo isso é que o preço está pago lá na cruz ! Apesar de tudo isso , a luta tá difícil irmãos , ainda me masturbo e vejo pornografia gay ! E isso me deprime de uma forma...


PS : Nunca me relacionei( nem beijei ) , nem homens ,nem mulheres !

Augusto Porto

Anônimo disse...

Galera a melhor coisa que fiz na minha vida foi o discipulado, foi libertador... Pode contar com alguem que seja de carne e osso que possa confiar inteiramente não tem preço, cada vez que dou uma caminhada sozinho eu agradeço a Deus pelo meu discipulado pq nunca tive essa sensação de pode adorar livremente, sem culpa, e quando o ministrante pede pra vc apresentar seu problema a Deus,vc simplesmente não tem parece que tudo de se originava disto. Eu me libertei, mas ainda sinto desejo, ainda caio só que a graça de DEUS e tudo que eu ganhei pela minha decisão me fortalecem a não cair . Hj eu não contaria pra ninguém da minha situação, mas sei que eu dia minhas lagrimas irão ser testemunho.

natandlsantos@hotmail.com

Amada por Cristo disse...

Queridos irmãos em Cristo, tenham fé de que a luta de vocês não é vã. Deus está com vcs em cada momento difícil dessa caminhada de santificação. Eu sou mulher e vivi um relacionamento homossexual durante seis anos. Mas a graça de Deus me tocou, me converti e fui salva! Hoje, um ano e meio depois da minha conversão, namoro um rapaz e estou finalmente em paz com a minha sexualidade. Vocês também podem se libertar desse pecado! Oração, comunhão com os irmãos, estudo da Palavra... que Deus os abençoe! ruteamadaporcristo@hotmail.com

Anônimo disse...

Pois eu, já caí na tentação de experimentar para saber se realmente era isso o que eu queria para mim, não houve sexo propriamente dito, apenas amassos e o pior: era um homem casado e bem casado por sinal. Mas o incrível de tudo é que, diferentemente de antes dele me convidar para sairmos, ocasião a qual meu desejo pelo mesmo me levava a ereções em plena rua, quando finalmente fomos a um motel, não consegui ter uma única ereção, só queria beijá-lo e abraçá-lo, o que logicamente, ele, já viciado em outros relacionamentos deste tipo não aceitou e forçou a barra, nada conseguindo saiu nitidamente aborrecido. No entanto, quando o percebo a distância sinto os mesmos desejos que antes, se o mesmo se aproxima e se insinua, perco o interesse totalmente. Acho que meu problema é a idealização que faço destas situações e percebo que o que mais quero é na verdade carinho, que não tive na infância, e não sexo.
Como é complicado hein!!!

Anônimo disse...

Boa noite meu nome é João (nome ficticio pra preservar a identidade) e como tantos deste blog abençoado estamos tentando e lutando contra algo que vai contra nós mesmos, agradeço a Deus por esse espaço. Sou evangélico, nasci em lar evangélico e sofro com o problema que afeta a muitos homemns e mulheres que servem ao Senhor mas muitos desejos nos traem. Vivemos um dilema todo dia lutando contra aquilo que nos aprisiona, nunca tive um relacionamento homossexual, meu problema reside nas idéias acerca de mim mesmo.
Sofri diversos abusos sexuais na infancia por um vizinho na casa ao lado, ele afirmava que se eu não fizesse determinadas praticas ele iria machucar meu irmão gemeo, então para evitar que ele fizesse com meu irmão me sujeitava. Não lembro quento tempo durou tudo isto, foi como se apagasse da memória porém de depois de algumas desilusões com namoradas onde rolou traição e rejeição, comecei a sentir que se mulheres não me amavam talvez homens. Fazem mais ou menos 10 anos que comecei a tentar conforto pras minhas dores na pornografia tanto hetero como homo, tive processos em que achei que estava liberto porém era só baixar a guarda por um tempo e tudo voltava, quantas promessas e orações já realizaei não faço idéia. Sei que o abuso sexual desvirtuou alguma engrenagem psico-social na minha vida mas eu não posso ser refém disso tudo quero ser livre a paz de ser livre. Existe alguém que trabalhe nessa area em curitiba. Desde já agradeço no amor de Cristo.

Não quero ser LGBT disse...

Amados tenham fé que Deus pode libertar-nos sim! Não devemos desistir.
Gostaria de divulgar meu blog Não quero ser LGBT, acessem e sejam abençoados e edificados.
http://naoqueroserlgbt.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

nâo imaginei que haviam tantos outros com o mesmo problema que eu...e como é dificil lidar com essas vontades... mas ja me sinto melhor em saber que não estou só. obrigado.

Anônimo disse...

Olha Anônimo de 9 de novembro de 2012, desde que me descobri homossexual e depois de adulto é que me envolvi com um cara (Não sei se é importante citar, mas o mesmo era casado). Não foi uma experiência boa. Dias antes, ao combinarmos irmos ao motel eu idealizei a relação, o carinho que teria, a atenção merecida, as preliminares e coisas afins, no entanto ao chegarmos lá, o cara foi logo se despindo, ordenando que também me despisse e pediu para que eu deitasse sobre o mesmo (com uma ereção pronunciada) etc. No entanto nem uma ereção eu tive, me senti mal, estranho e sem a menor vontade de me relacionar sexualmente com o mesmo, apesar de admirar intimamente seu desejo por mim, seu corpo etc. O que acontece, creio eu, é que nos autodepreciamos, vemos no outro o que ele jamais poderá nos proporcionar. Eu, por exemplo, sei que não consigo fazer sexo com outro homem, mas a distância sinto desejos intensos, porém quando os conheço um pouco mais, quando converso um pouco com os mesmos (sobre vários assuntos) e percebo o quão obscuros são, perco todo e qualquer interesse antes alimentado. Mesmo em relação a alguns que superam, e muito, meu
Q.I., sempre há algo neles que me desagrada profundamente, chego as vezes a ter nojo de alguns caras que sinalizam querer algo comigo, pois o corpo fala e os sinais são perceptíveis. Quem é homo (mesmo enrustido como eu) sabe identificar sinais corporais, insinuações entrelinhas, principalmente dessa natureza.
Minha válvula de escape é a masturbação, tenho plena consciência que é pecado, mas digam o que quiserem dizer, continuarei me masturbando, pois dessa forma estarei SEMPRE LIVRE de novas desilusões e mágoas psíquicas, violências e doenças ligadas ao sexo desenfreado e promíscuo.
Deus te abençoe e te mostre uma forma de sublimar tais desejos.
P.S.: Fique claro que desejo livrar-me também da masturbação, pois além de viciante é pecado, mas ainda não consegui desvencilhar-me de tal prática.

Anônimo disse...

Boa noite pessoal!

Sou Salete, tenho sessenta anos e um ente muito querido vivendo a homossexualidade e com HIV. Anos de sofrimento já passados e muito sofrimento que ainda virá. Deparo diariamente com a luta desse ser tão amado em seu continuo e incansável exercicio de transformaçao de vida e que de forma tímida e desconfiada (pois esta magoado com Deus) acompanha de longe os caminhos do Senhor!! O sofrimento e angustia dos que convivem com sentimentos homoafetivos são intensos e muito difíceis. No entanto, ao longo desses anos após a constatação da verdade, descubro que todos nós seres humanos atravessamos de certa forma o deserto árido e penoso da vida, seja em que segmento for e em formas das mais inusitadas.
Minhas palavras são de conforto e esperança a todos voces: para que continuem pontuando seus esforços nessa dificuldade. Essa caminhada sofrida lhes trará um grande benefício : os tornarão seres humanos melhores e mais sabios, pois o caminho árido em companhia de Deus nos dá o aprendizado à sabedoria, docilidade e Paz... podem acreditar nisso meus queridos... e quando menos esperarem, seus corações estarão transformados em Deus. Acredito que esse seja o caminho onde conseguirão abandonar instintos sexuais não desejados e que tanto sofrimento e repulsa lhes causa. Acredito com bases bem sólidas que desvios dessa natureza, entre outros, seja resultado do que passamos em nossas vidas e da leitura que tivemos desses fatos, mediante nossa propria sensibilidade e preparaçao interior para lidar com tudo isso. Em linhas gerais, nos seres humanos somos iguais, mas carregamos nossa propria carga de indidualidade que nos alimenta e gera focos de leitura e entendimento ao mundo exterior.
Com carinho a todos e meu grande respeito por suas dificuldades e luta contínua. O mais importante voces já conseguiram: a conscientização que a homossexualidade não é caminho normal e sadio. Podemos até sucumbir a ela e deixarmos nos conduzir diante das dificuldades, mas sabemos perfeitamente da perversidade desse caminho e para onde ele nos conduz. Um grande e carinhoso abraço a todos vocês.

rodiney disse...

meu caro vc precisa defazer um cura interior posso te ajudar e aconcelhar precisando me add felizem-2011@hotmail.com, tenho convicção que serás liberto contarei meu testemunho da vida triste que tive como homossexual. um grande abraço.

rodiney disse...

Meu caro meu caso é o mesmo que o Seu carência tive relação com 3 homens fiz sexo com u primero foi incômodo e doloroso, o segundo foi nogento , terceiro foi por fazer na realidade eu queri ficar beijado e abraçado, ai ele me falou assim : mais vc é muito carente e me abraçou ai descobrir que eu era muito carente e falta de carinho do meu pai e minha mãe, e ainda somando com o abuso que sofri, vrou uma bola de nee=ve mais fui liberto que quero ajudar atodos que precisam ok! não é facil mais Cristo liberta de verdade, me add ai felizem-2011@hotmail.com grande abraço povo de Deussssss.

rodiney disse...

estou aqui para trocarmos experiências e contar meu testemunh de como me libertei aqueles que quzerem conhcer a veradeira liertação em Cristo Jesus me add ai felizem-2011@hotmail.com aqueles que são curados ajudem a outros a serem conte seu testemunho e Mostre que ha um Deus maior que faz milagres abração povo.

Anônimo disse...

Prezado João (03/01/2013) : Entre em contato com o Ministério "A Fonte de Jacó , de Curitiba e terá o apoio que necessita 9quem já vivenciou a homossexualidade) aqui em Curitiba.
Abraços

Anônimo disse...

Vou te dar 2 motivos mas e pra vc analisar com sinceridade amigo do dia 9 de novembro de 2012, o primeiro e::
Esse cara te assumiria no dia a dia por exemplo, num shoop, rua na casa da familia dele ou dia a aia? eu duvido muito passe perto dele quando estiver com os amigos dele nem na sua cara vai olhar, e dois:
Nao existe Amor entre dois homens, me perdoe pela sinceridade mas e a verdade, pense nisto.

E vc anonimo de fevereiro de 2013 segure essa vontade de se masturbar lor um periodo de 20 a 30 dias mas evite doa o que doer, vc vai perceber que essa necessidade vai diminuindo, a noite quando dormimos depois de alguns dias sem se masturbar nos aliviamos inconcientemente pense nisto tambem, Deus os abencoe!

Anônimo disse...

Esse livro é uma benção. Eu tbm estou tentando me libertar não tenho contato cm mulher faz anos mas os pensamentos ainda vem, e pornografia e uma luta constante algumas recaidas, quando confesso p minh pastora fico mais forte p resistir a confissão tem um poder muito grande apesar d tudo sei q vou conseguir. Creio q a obra q Deus começou em mim Ele vai cincluir